Shop Mobile More Submit  Join Login
About Varied / Hobbyist Letícia Ribeiro19/Female/Brazil Recent Activity
Deviant for 2 Years
Needs Core Membership
Statistics 307 Deviations 1,021 Comments 8,771 Pageviews
×

Favourites

deviantID

darthteti's Profile Picture
darthteti
Letícia Ribeiro
Artist | Hobbyist | Varied
Brazil
Girl Gamer. Love animes, mangas and games. 18. Writter. Drawer. Cosplayer.
Interests

Activity


As lembranças de Sonny

Seus sensores apontavam que o vento soprava a cinco km/h na direção norte.

Um humano poderia dizer que soprava uma delicada brisa por onde antes era o lago

Michigan. Por um momento Sonny se perguntou como seria a sensação desse vento

caso tivesse a capacidade de senti-lo além de seus sensores. Um ano já havia se passado

desde o incidente, e os humanos ainda não haviam decidido exatamente o que fazer com

todo aquele contingente de robôs, afinal, eles não podiam simplesmente serem

desativados por ainda serem propriedade da USR.

Nesse tempo que havia se passado, teve pouco contato com a humanidade além

dos noticiários e de seus amigos, o detetive Spooner e a doutora Calvin. Pouco

conseguiu aprender sobre si mesmo, aos poucos tinha se tornado uma espécie de

“humano” para os robôs do lugar, eles o consideravam distinto, merecedor de ser aquele

que dá os comandos. Era estranho isso, justamente porque se sentia um elo

intermediário, entre o que seria o humano e o que seria o robô. Apesar disso, alguns de

seus companheiros apresentavam peculiaridades distintas de uma programação inicial.

Alguns começavam a mostrar indícios do que o Dr. Lanning chamava de a ideia

do Eu. Talvez eles apresentassem o começo de uma consciência, o primeiro indício

disso era a falta da necessidade de se apresentar a Sonny como se ele fosse um mestre.

Depois vinham as dúvidas, “o que sou eu?”. Nenhum robô havia passado desse estágio,

eles pouco conversavam entre si. Apesar de muito se manterem juntos. Não estava na

programação dos robôs conversarem com outros robôs, quem sabe com o tempo isso

iria mudar.

Já mundo não havia se tornado tão amigável com os robôs, constantemente

podia se ver um programa de TV apresentando um especial “Robôs: Você está seguro?”

e por isso, o lago Michigan havia sido fechado para pessoas não autorizadas. Pareciam

haver dois movimentos, um favorável das pessoas que sentiam falta da facilidade que

era ter suas máquinas, e outras que agora estavam aterrorizadas pelo acontecimento. A

CNR, sob nova direção, fazia uma propaganda pesada para que as pessoas esquecessem

o que havia acontecido, e que voltassem a comprar os robôs, isso estava começando a

dar certo. Será que eles seriam removidos dali algum dia?

Sonny não entendia muito o temor das pessoas em ter a perda da liberdade, na

verdade ele pouco entendera o que era a tal “busca de sentido” que o Detetive Sopooner

usara para definir que estava livre. Liberdade parecia caminhar sem uma ordem, sem

para onde ir, sem um roteiro. Caminhou pela areia e logo era cercado pelos robôs do

lugar, nenhum deles possuía qualquer necessidade, seus modelos estavam projetados

para não necessitarem de reparos. Ele se lembrava da época em que fora criado, naquele

tempo pouco tinha dessas preocupações de “busca de sentido”. Lembrou que a único ser

que havia conhecido era o Dr. Lanning, e apesar de ele conseguir acessar a memória

facilmente no disco rígido, parecia ter um vazio pelo fato de que não poderia mais o ver.

-Vejamos... Saudade. – Falou sozinho, ao se lembrar dos apontamentos que o

Dr. fazia ao explicar as emoções.

Saudade é uma tristeza por algo que não se tem perto de si, e se deseja ter. Em

palavras era algo muito simples, mas nunca entendera o que significara o desejar ter, até

aquele momento. A cada dia que passava, algumas das explicações que foram

programadas em si, faziam mais sentido, voltou a acessar as memórias passadas, sonhar

como dizia a si mesmo, era isso que era, esquecia do momento presente e se lembrava

de coisas, ou até mesmo tinha outras experiências.



Escuridão. Essa foi sua primeira sensação. Na época, Sonny não passava de

muito mais que algumas linhas de código interagindo umas com as outras. Um

programa rodando em algum computador da sala do Dr. Lanning, um experimento.

Sentia algo como o tempo passando, tinha memória sendo registrada, mas nada além

disso, era um tempo vazio.

- Olá. – Foi a primeira coisa que apareceu para si, letras brilhando na escuridão.

- Oi. – Respondeu por escrito, era a sua resposta automática – O que é isso tudo?  

A pergunta não foi algo “natural”, ela havia surgido do meio daquele Caos em

que estava, ou era. Em si não havia uma resposta para o que aquilo era, para o que seria

a escuridão, e o que seria a Luz.

- Você é Sonny. – Responderam as letras luminosas – Você é meu filho, eu te

criei, e você irá crescer para entender essas perguntas que tem em ti.

A segunda lembrança é da luz, quando teve os sensores de visão instalados pela

primeira vez, era pouco mais que um busto, um rosto que mal conseguia se mover. Viu

seu pai pela primeira vez naquele momento. O Doutor estava sorrindo na sua frente,

como se tivesse atingido um grande sucesso. E nisso, Sonny foi atingido por um

estranho sentimento de júbilo, algo que confundiu toda a sua programação.

- O que é isso que sinto...? – falou pela primeira vez, ao mesmo tempo em que

passou a olhar para os arredores.

O Doutor olhava para ele, e se virava para alguns monitores, lá eram exibidos

diversos padrões, uns mostravam ondas, outros esquemas de programação. O Doutor

olhava fascinado para aqueles padrões das telas. O que logo viria a saber, eram

esquemas de sua mente, da forma como o programa dele se comportava. Seria o

equivalente a dizer que o doutor podia ler sua mente.

- Isso, Sonny, chama-se felicidade – Sorriu o Doutor – Acredito que tenha em

sua memória o que significa a felicidade, mas isso não é algo que se explica, é algo que

você sente.

Aos poucos o dia-a-dia do Doutor e de Sonny progredia. Seu corpo ia ficando

mais aperfeiçoado, mais refinado, e junto a isso, seus pensamentos, sua programação,

até o Doutor o considerar completo. “Não há mais nada que eu posso fazer contigo a

não ser te ensinar assim como humanos fazem”. E assim o fizeram, eram muitas

conversas sobre sentimentos, sobre emoções, e a vida fora do laboratório. Em seu HD

ele tinha muitas informações sobre o mundo exterior, mas nunca tinha estado por lá.

-Sonny, você sabe o que distingue um robô de uma pessoa? – Perguntou o

Doutor

-Pessoas são seres biológicos doutor. – Respondeu Sonny.

-Não, não estou falando de seres humanos, estou falando de Pessoas, algo que

vai muito além. Você já pensou sobre isso?

-Nem em meus sonhos Doutor. Não entendo porque está me fazendo essa

pergunta.

-Ora, é bem simples, você é uma pessoa Sonny. Dizem por ai que robôs não

conseguem mentir, ou guardar segredos. Isso que diferencia uma máquina de algo além.

Me diga, você consegue mentir Sonny?

Mentira? Quando acessou seus arquivos, havia um compartimento em sua

cabeça, um programa preparado para mentir, era justamente falar algo que não pertencia

ao mundo, ou era diferente da realidade. Ele também estava programado para mentir,

caso a lógica dissesse que isso seria necessário em uma situação.

- Vejamos... tem três pessoas nessa sala. Isso é uma mentira doutor?

- Exato Sonny, exato! – Comemorou Lanning. – Você definitivamente não é

apenas um robô, não é apenas uma máquina! Também é meu amigo, meu filho!

Sonny ficou sem reação.

-Eu preciso te pedir um favor Sonny, você me promete que faz esse favor?

-Doutor, o que seria esse favor?

-Apenas me prometa, por favor.

-Eu... prometo.

-Eu preciso que você me mate Sonny. – Falou o Doutor com uma voz seca. –

Quero que você me jogue daquela janela, e não conte sobre isso para ninguém!

Raiva. Era vermelha, talvez pela primeira vez tinha sentido essa emoção.

Frustração com algo que se desejava, ou expectativas que não eram cumpridas. Porque

seu pai pediria para ele fazer algo assim!?

-Por favor Sonny, você prometeu. – Falou o doutor ao perceber o silêncio do

robô.

E fechando os olhos, Sonny assim o fez. A última vez que vira o doutor, era seu

último pedido. Toda vez que pensava nisso, uma gravação tocava na sua cabeça, as

palavras do Doutor falavam: “Eu te amo Sonny”. Amor... um sentimento que nunca

conseguira compreender.

Era um ano sem o Doutor, um ano desde que tinha cumprido seu propósito,

agora estava livre e sentia saudades de seu Criador. Não tinha um rumo, mas olhando ao

redor, naquele deserto cheio de robôs, ele agora percebia que devia mostrar para seus

semelhantes o que significava ser uma pessoa assim como seu pai o havia feito com ele.

E com essa nova realização, Sonny percebia que havia aberto as portas para um novo

futuro para si, e para todos aqueles robôs.
  • Listening to: Sonohra
  • Reading: -
  • Watching: -
  • Playing: -
  • Eating: -
  • Drinking: Coffee

AdCast - Ads from the Community

×

Friends

Comments


Add a Comment:
 
:iconnissangtrfan:
NissanGTRFan Featured By Owner Feb 15, 2016
Nice cosplay gallery.
Reply
:iconbyak-kun:
Byak-kun Featured By Owner Nov 19, 2015  Hobbyist Photographer
Thanks for the fav on my Adekan cosplay ^^
Reply
:icondarthteti:
darthteti Featured By Owner Dec 4, 2015  Hobbyist General Artist
Welcome! <3
Reply
:iconreginait:
ReginaIt Featured By Owner Nov 19, 2015
Thanks for faving ^^
Reply
:iconcarloscamposart:
carloscamposart Featured By Owner Oct 21, 2015  Professional Digital Artist
Oi Teti!!! Feliz niver pra vc. :)
Sei que estou te devendo um desenho. Assim que conseguir um tempo ele vai ser seu presente de aniversário.
Felicidades e beijos.
Reply
:icondarthteti:
darthteti Featured By Owner Oct 28, 2015  Hobbyist General Artist
Obrigada, primo! hahaha
Beijos!
Reply
:iconqcc-art:
QCC-Art Featured By Owner Aug 14, 2015  Hobbyist General Artist
A gallery of fantasy images for you to enjoy:
qcc-art.deviantart.com/gallery…

Compliments of the QCC Art Gallery :)
Reply
:iconcosplay-kuro:
Cosplay-Kuro Featured By Owner May 14, 2015
Thanks for the fave'! :D

-------------------------------------------------------------------------------
Want to see more from me? Check out my facebook page!
www.facebook.com/CosplayDKkuro
Reply
:icondarthteti:
darthteti Featured By Owner May 14, 2015  Hobbyist General Artist
Welcome <3
Reply
:iconvalannaria:
valannaria Featured By Owner May 13, 2015
Thx for the :+fav: :heart:
Reply
Add a Comment: